Representante da Umbanda participa da reunião dos vereadores

Na reunião ordinária realizada na noite desta terça-feira,21, pelos vereadores de Porto União, sob a presidência do vereador Christian Martins ( PMDB ), em virtude da viagem do presidente do legislativo vereador Luiz Alberto Pasqualin, para a capital federal, juntamente com o prefeito Eliseu Mibach, o presidente do Conselho de Ética Umbandista de Porto União, Tiago Aquino, usou da palavra na tribuna,  para denunciar a falta de respeito, para com os participantes da religião, que vive as margens da sociedade.

Segundo Aquino, a intolerância religiosa que vem acontecendo no Brasil, onde ocorre ações de violência e vandalismo nos terreiros é preocupante. Para ele, o Brasil é um estado laico, mas na prática, isso não acontece. “A intolerância religiosa é invisível no cotidiano de cada cidade, mas, pessoas adeptas da religião afro-brasileiras são o alvo preferido do preconceito religioso. Elas são humilhadas, seus terreiros são depredados, ou invadidos por fanáticos de outras religiões, imagens utilizadas em culto de candomblé, e umbanda, são destruídas. Esse preconceito se estende até nas escolas e no trabalho. A umbanda é um hospital da alma, e sua bandeira é a caridade.” Avalia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *